Colheita de Madeira

Colheita de Madeira - Youtube Colheita de Madeira - Versão em Portugûes Colheita de Madeira - Versão em Inglês

Informativo

Colheita em terrenos acidentados

Publicada em 15 de Julho de 2011

Hoje em dia, a extração florestal em áreas acidentadas tem-se apresentado um grande desafio para diversas empresas do setor florestal. A dificuldade é retirar a madeira com baixo custo e tentando reduzir impactos ao solo.
Para extrair a madeira nesses locais, devido à limitação dos maquinários convencionais (Harvester, Feller, Forwarder e Skidder), foi necessário a criação de novas alternativas como cabos aéreos, tratores especiais, helicópteros, balões, etc.
A extração com cabos aéreos (torres) é a mais comum nas empresas de hoje. Mesmo comum, ela não é nada simples. Nesse sistema, o corte é feito de maneira semimecanizada (motosserra) e a extração é realizada por meio dos cabos. Para tal, é necessário, pelo menos, um operador de torre e dois ou três trabalhadores para amarrarem as árvores. No pátio, a operação pode ser complementada por um cabeçote processador ou por um operador de motosserra, que realizará o processamento da madeira.
Atualmente, alguns fabricantes de torres já fornecem modelos com cabeçote e/ou grua anexados aos equipamentos, otimizando o espaço físico e reduzindo custos com pessoal. As marcas mais conhecidas são: Penzsaur, Koller, Konrad e Mounty.
Além dos cabos aéreos, existem outros equipamentos, que estão entrando no mercado de uma forma bem inovadora, para trabalharem em locais acidentados, como é o caso do Pully (Konrad), Highlander (Konrad) e a fabricante Menzi Muck, com seus diversos modelos.
O Pully é uma máquina transportadora de madeira operada por controle remoto. Ele foi fabricado para trabalhar desde terrenos planos até íngrimes e pantanosos. Ele é conduzido, além do controle remoto, por um cabo de aço, ao qual está preso, que também irá guiá-lo pelas linhas de extração. É capaz de carregar até 4ton em seu guincho e deslocar-se a uma velocidade de 3m/s.
O Highlander, diferentemente do Pully, é uma máquina capaz de realizar corte, arraste e processamento de árvores. Sua alta capacidade de arraste (garra invertida), 15ton, combinada com o cabeçote Woody, permite uma alta eficiência em todo o processo, mostrando-se uma máquina completa. Além disso, a independência de seus eixos possibilita seu trabalho em praticamente todos os tipos de terreno, sendo uma vantagem para o equipamento.
Os modelos da Menzi Muck foram fabricados para operarem em quaisquer superfícies, até mesmo em locais com mais de 100% de declividade. Todas as quatro rodas podem ser ajustadas vertical e horizontalmente de maneira independente, dando alta estabilidade em qualquer tipo de superfície, até mesmo nas mais irregulares. Conta, ainda, com uma garra que pode ser introduzida no solo, servindo de suporte, caso o terreno seja muito instável. Para o processamento das árvores, a maioria dos clientes da Menzi Muck utilizam o cabeçote processador Woody H50, que proporciona uma boa eficiência, mas nada impede a utilização de qualquer outro que seja compatível com a máquina-base. Diferentemente do Highlander, os modelos da Menzi Muck realizam apenas o corte e o processamento da madeira.
Por fim, há ainda a extração de madeira por helicóptero, conhecida como heli-logging. Esse é um método que consiste na utilização de um helicóptero com algumas adaptações e equipamentos específicos para retirada de árvores já cortadas ou não de áreas inacessíveis de uma floresta, onde dificilmente uma máquina florestal ou outro equipamento seria capaz de realizar a operação. As principais vantagens de se realizar a extração de madeira por helicóptero é: possibilidade de extrair madeira de valor onde seria impossível o acesso de máquinas e outros equipamentos; baixo índice de danos à madeira; baixo impacto à floresta e ao ambiente; menor investimento na construção de trilhas de arraste e estradas; maior segurança na operação de extração. As principais desvantagens estão relacionadas ao alto custo financeiro para se realizar a operação (corte e extração), limitação de carga transportada (madeira) por ciclo, necessidade de pessoal altamente especializado, limitações das operações em virtudes das condições climáticas, entre outros.

Fonte: Equipe Colheita de Madeira


Retornar

Mais...

Copyright 2008-2014 Colheita de Madeira. Todos os direitos reservados.